Web Analytics
8 de novembro de 2017

REVISTA GERAL BAHIA

INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE

PALAVRA DO EDITOR: – Gafe e infelicidade: Presidente da Câmara escolhe mal as palavras ao parabenizar Prefeito pelo aniversário.

ANTONIO ARAUJO – EDITOR DO RGBAHIA
O Presidente da
Câmara De Vereadores de Macarani, Edmilson Lima
, passou alguns
perrengues nos primeiros meses do seu mandato como Presidente do Legislativo Municipal, quando claramente
buscava encontrar os rumos da sua gestão na administração da Câmara. Claramente
se percebia que ele estava dividido em definir qual papel iria assumir: se era
para defender a todo custo o Prefeito, se era para se ater a administração dos
trabalhos da Câmara ou se o comportamento deveria ser o normal de um Vereador
que apenas cumpre sua obrigação de legislador.
Entre
o recesso do meio do ano e os trabalhos do segundo semestre, o Presidente parece ter refletido e
ouvido colegas, pessoas da família mais experientes com o cargo de legislador e
parece ter encontrado um equilíbrio nas suas funções. Voltou falando menos,
ouvindo mais e em alguns momentos de discussões mais acaloradas entre os edis
usando com sabedoria sua autoridade para acalmar os ânimos e colocar ordem na
casa.
Mas… Na última segunda-feira
(06), ao encerrar a sessão ordinária da Câmara, o Presidente voltou a mostrar e
demonstrar sua falta de tato com as palavras. Primeiro ao cumprimentar os
presentes na pessoa do Prefeito Miller Ferraz.
A gafe: Você não cumprimenta
presentes na pessoa de quem está ausente. E depois traçando uma analogia sobre
aqueles que torcem contra o Prefeito
porque são de oposição.

PRESIDENTE DA CÂMARA EDMILSON LIMA

“Eu quero saudar a todos os presentes
aqui, todos os colegas na pessoa do nosso prefeito, falo nosso prefeito porque
é nosso prefeito mesmo, queira sim, queira não é nosso prefeito. Ainda, que
alguns torçam contra ele por ser oposição, é nosso prefeito…”.
Ora! Ninguém da oposição
torce contra o Prefeito. Quando se ganha uma eleição se ganha por maioria para
administrar para toda a cidade. E quando se perde, respeita-se a vontade da
maioria e se resigna a observar o trabalho de quem ganhou.
Agora, se a oposição fica
quieta e de boca fechada, é claro que o ganhador vai deitar em berço esplêndido
e vai achar que ele é o melhor, que está tudo bem, tudo certo.
Por
isso é preciso ter oposição, só assim a situação não vai se acomodar, e a
população vai poder ter voz para suas reivindicações. O próprio Vereador, foi
um bom opositor aos Ex-Prefeitos Carlinhos e Armando Porto, e ninguém o acusou
de torcer contra a administração.
Em
suas palavras mal fadadas, o Presidente chega a reconhecer que o Prefeito errou
nesse início de gestão e pede para que Deus lhe dê sabedoria para corrigir os
erros ou errar menos. “Se ele errou ou deixou de errar, peço a Deus que ele tenha
sabedoria, que ele  busque em Deus sabedoria
para daqui prá frente começar a acertar…”.

Antes
de qualquer coisa, é bom o Presidente
Edmilson Lima,
voltar a consultar os seus conselheiros e mentores
políticos, e que os mesmos voltem a lembrar ao mesmo que o papel de Presidente da Casa é o de conduzir os trabalhos do Legislativo, buscando sempre o
equilíbrio das discussões e sem precisar ser porta voz do Prefeito defendendo a administração e
criticando a oposição. E se desejar fazer um belo de um discurso, exaltando a
eficiência do Prefeito, que o faça licenciando-se do seu cargo por alguns
minutos, entregando a gestão dos trabalhos para o vice-presidente e assumindo a
condição de Vereador simplesmente utilizando o púlpito, se acaso existir um que sirva ao plenário e
convidados, o que não é o caso. Ouçam o áudio do Presidente para não haver
dúvidas do que informamos sobre o ocorrido.

Compartilhe via: