Web Analytics
23 de dezembro de 2018

REVISTA GERAL BAHIA

INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE

O PLACAR FOI O MESMO, O PRESIDENTE NÃO – Edmílson abriu mão e Marlon Sousa foi eleito Presidente da Câmara de Vereadores de Macarani.

Cumprindo determinação da Justiça, que anulou a eleição para a mesa diretora da Câmara De Vereadores de Macarani realizada no dia 24 de setembro, o Presidente Edmílson Lima (PRB), acabou o ano do legislativo juntamente com o seu mandato de Presidente para o qual foi eleito em janeiro de 2017.

MESA DA CÂMARA: Pres. Marlon Sousa – Vice, Jorge Motos – 1º Sec. Edmílson Lima – 2º Sec. Járbio Nascimento

Neste sábado (22/12), o Presidente que havia disputado e vencido com folga a eleição de setembro, surpreendeu ao anunciar que estava abrindo mão da candidatura de Presidente da casa em favor do então Primeiro Secretário Marlon Sousa (MDB). Feito o anúncio, o Presidente sem mais delongas anunciou novamente que duas chapas concorreriam a eleição como da outra vez tendo na chapa da oposição o Vereador Gláuber Costa (PODEMOS), novamente como candidato a Presidente.

Assim como o RGBAHIA já havia antecipado, a eleição foi o que se pode realmente chamar de favas contadas e sem alteração no placar que por três vezes seguidas registrou 7×4 para a chapa da situação (base de apoio ao Prefeito), a primeira foi em 01 de janeiro de 2017, a segunda em 24 de setembro de 2018 (anulada) e ontem dia 22 de dezembro a História não mudou.

Mas, o que mudou nos bastidores que levou o então Presidente Edmílson Lima a abrir mão de uma reeleição garantida? E Marlon: porque foi o escolhido? Gláuber Costa ficou mais aliviado com a decisão da Justiça?

Essas respostas, vocês vão conferir assistindo ao vídeo do RGBAHIA e da TVWEBMacarani, na reportagem de Antonio Araujo e imagens do nosso cinegrafista Tom Pacheco. Clique no play abaixo.

Compartilhe via: