Web Analytics
18 de janeiro de 2019

REVISTA GERAL BAHIA

INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE

NOVO MODELO DE GESTÃO – Em Macarani população paga impostos e ainda faz o trabalho que é de obrigação da Prefeitura.

Quando o Prefeito Miller Ferraz adotou como slogan da sua campanha e depois da sua administração a frase “GOVERNO DE NOVOS TEMPOS”, não se imaginava que os novos tempos trouxessem antigos sofrimentos tais como atrasos de salários, sujeira, escuridão, ausência de obras e etc. e etc.

Moradores do Rio Bonito deram início a versão Novos Tempos.

Mas, neste início de 2019 pode se dizer que os “NOVOS TEMPOS” trouxeram um novo modelo de gestão municipal. E nesse novo modelo de participação popular a ordem é a seguinte: O Povo Paga Impostos, a Prefeitura Nada Faz e a população trabalha pela administração.

Vale lembrar que tudo isso começou quando os moradores das regiões do Rio Bonito e Cachoeira decidiram reconstruir a ponte que dava acesso a Macarani. Na oportunidade eles meteram mãos à obra e ainda fizeram vaquinha para custear as despesas com a máquina pesada.

Na Rua Belo Horizonte os moradores reconstruiram o calçamento.

No último final de semana, os moradores da Rua Belo Horizonte no Bairro Sobral Bentes, também meteram mãos a obra e decidiram eles mesmos reconstruir o calçamento da rua nos trechos que haviam sido destruídos pelas chuvas.

E nesta quinta-feira (17/01), foi a vez dos moradores e comerciantes da Travessa Alceu Souto no Bairro Guarujá colocarem mãos a obra e pagar do próprio bolso uma limpeza nos canteiros que separam as duas pistas da via pública que estava tomada pelo mato e pela sujeira.

Assim fica fácil administrar a cidade, com o dinheiro dos impostos sobrando para a Prefeitura, e o povo que paga esses impostos realizando ou pagando do próprio bolso para ter um mínimo de manutenção nas ruas e estradas da zona rural.

Nesta quinta-feira (17) foram os moradores da Travessa Alceu Souto.

Perguntar não ofende: Se o povo é quem faz, se não existem obras com recursos do município sendo realizadas, e, as iniciadas com recursos da federação e do estado nunca terminam. Para onde está indo o dinheiro arrecadado e recebido pela Prefeitura Municipal de Macarani? Quem tiver a resposta que esclareça e tente ser convincente com a população que vive os “NOVOS TEMPOS”.

Compartilhe via: