Web Analytics
18 de fevereiro de 2019

REVISTA GERAL BAHIA

INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE

DIFÍCIL A EDUCAÇÃO – Mãe de estudante se revolta com péssimas condições do livro que foi entregue a seu filho.

O perfil Itabaí Corgão, que sempre traz informações do maior Distrito de Macarani, publicou na última sexta-feira uma denúncia e a revolta de uma mãe de um aluno da Escola Municipal Eleni Blesa pelo péssimo estado de conservação ao livro que foi entregue ao seu filho.

O livro  deve ter sido utilizado por um aluno da mesma série em 2018, e a escola deve ter recolhido no final do ano como determina o Ministério da Educação através do PNLD (Programa Nacional do Livro Didático).

O livro foi entregue todo estragado da capa a páginas arrancadas no interior.

A cada fim de ano letivo, em média 13% dos livros didáticos não são devolvidos pelos alunos da rede pública ou precisam ser aposentados em função do mau estado de conservação.

O cálculo é do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que coordena o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Cada publicação tem durabilidade prevista de três anos, mas cerca de 10% do orçamento anual do programa é gasto com a reposição de exemplares.

Durante todo o ano é importante que os pais corrijam os filhos para que tenham cuidado com os livros, os próprios alunos devem ter nas escolas campanhas de conscientização para conservação do material. Assistam ao vídeo da mãe que expressa toda a revolta com o estado do livro que foi entregue ao seu filho.

Compartilhe via: