Web Analytics
21 de fevereiro de 2019

REVISTA GERAL BAHIA

INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE

APRESENTANDO IDEIAS – ONG Eu Luto Pela Paz promoverá no sábado palestra sobre criação e funcionamento da Guarda Mirim em Macarani.

Quem não se lembra que na administração do ex-prefeito Nogueira, muitos garotos na época que hoje são pais de família e figuras importantes da nossa sociedade circulavam todos compenetrados nas suas fardas azuis prestando serviço na condição de Guardas Mirins?

Pois é: e é nesse pensamento de dar uma oportunidade aos nossos adolescentes, que a ONG Eu Luto Pela Paz, quer apresentar a idéia de novamente implantar em Macarani uma unidade da Guarda Mirim Municipal (GMM). A idéia é implantar um projeto nos moldes do que existe em Itapetinga e que é modelo regional.

E para dar o ponta pé inicial nesse projeto, a entidade estará promovendo neste sábado dia 23 de Fevereiro uma assembléia geral e livre para a qual está convidando toda a comunidade. Na oportunidade será apresentado o projeto com explanação do mesmo pelos coordenadores da Guarda Mirim de Itapetinga.

Professor Marcelo traz mais um projeto social através da ONG Eu Luto Pela Paz.

O Professor Marcelo Nascimento, Coordenador da ONG convida toda a comunidade a participar do encontro que acontecerá as 09 hs da manhã no núcleo do Marjorie Parque:A ONG ” EU LUTO PELA PAZ “ de Macarani-Ba tem o prazer e a satisfação de convidar a todos para uma Assembléia Extraordinária onde será apresentado o programa GUARDA MUNICIPAL MIRIM DE MACARANI.
Em meio a tanta tragédia acontecendo em nosso município, o melhor que se tem a fazer é apresentar propostas que possam ajudar a mudar o futuro de nossas crianças e jovens de nossa cidade. Compareça, participe, a sua presença nos enche de ESPERANÇA.”

Na oportunidade estarão presentes:  o Cmte. Geral da Guarda Mirim Municipal de Itapetinga (GMMI) Saulo Porto, a Sub-Comandante da GMMI Valéria Gusmão, O Inspetor Chefe da GMMI Gustavo Sampaio e o Presidente da União Brasileira de Guardas Civis Municipais (UBCM), Aparício Souza Santos.

Eles estarão fazendo toda a explanação do projeto e como ele poderá ser implantado em Macarani a partir da iniciativa da ONG Eu Luto Pela Paz, com a participação de outras entidades e clubes de serviço e do próprio poder público municipal.

Compartilhe via: