Web Analytics
3 de maio de 2019

REVISTA GERAL BAHIA

INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE

SAINDO DE PROBLEMA? Servidores da educação de Macarani são comunicados de que receberão salário integral sem descontos.

A Secretaria Municipal da Educação de Macarani, através de nota assinada pela Secretária Fabiane Santos, emitiu um comunicado aos diretores das escolas da rede pública municipal para que notifique aos demais funcionários que: “O pagamento deste mês vai sair de forma integral. Sem o desconto dos consignados do Banco do Brasil, sem o desconto do convênio da clínica Visão Clip e sem o desconto do sindicato Sindimacq-Ba.”

Com certeza a medida é uma atitude do Prefeito Miller,  tomada em função das denúncias do Presidente do SINDIMACQ, Jaílson Costa, que na última segunda-feira na Câmara De Vereadores, pediu providências e ajuda para que o Prefeito pague a clínica odontológica que tem três meses sem receber a taxa de convênio que é descontada do salário dos servidores, e que por isso decidiu suspender o atendimento.

O Presidente Jaílson Costa, também informou que há quatro meses não é repassada a contribuição sindical dos servidores que é mensalmente descontada na folha. A denúncia do representante sindical repercutiu muito mal entre os próprios Vereadores que foram unânimes em condenar a atitude do Prefeito, e também junto a população que achava não ter mais por onde se decepcionar com a péssima administração do Prefeito Miller Ferraz.

A atitude de pagar integral pelo menos aos servidores da educação livra o Prefeito dos problemas os quais foi alvo de denúncias? É claro que não! O Prefeito vai continuar na obrigação de pagar os atrasados ao sindicato, as clínicas ou planos com os quais os servidores através do sindicato firmaram convênios e os consignados aos bancos que negativaram nomes de servidores por não terem recebido o repasse da Prefeitura.

Com essa nova determinação, o Prefeito dá uma de Pôncio Pilatos, lava as mãos e deixa aos servidores a responsabilidade de pagarem eles mesmos os compromissos assumidos em convênios e empréstimos bancários. Mas, e o que está ficando para trás como fica? O Prefeito terá que pagar para não deixar os funcionários em maus lençóis e se livrar ele mesmo da fama de caloteiro que começa a se tornar uma das suas marcas registradas.

Compartilhe via: