Web Analytics
1 de dezembro de 2020

REVISTA GERAL BAHIA

INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE

PARA A PRÓXIMA – Vereadores votam subsídios para 2021/2024 e aprovam menor aumento salarial dos últimos oito anos.

Na noite desta segunda-feira 30/11, os Vereadores de Macarani reunidos em sessão ordinária, votaram os projetos de autoria da Mesa Diretora de números 001/2020 e 002/2020 que dispõe sobre os salários dos agentes públicos do Legislativo (vereadores) e do executivo (Prefeito, vice-prefeito) para os próximos quatro anos  a contar de janeiro de 2021 a dezembro de 2024. Apesar de poderem aprovar o aumento dos próprios edis em até 5% (cinco por cento) da arrecadação anual, o teto ficou abaixo de 2,5% (dois e meio) e foi o menor aumento dos últimos oito anos aprovado pela Câmara.

Alegando que o município passa por dificuldades, o Vereador Jucilande Sousa, que inclusive estará no próximo mandato foi o único a votar contra. Mas, se levarmos em consideração que em 2012 ao final daquele mandato o aumento foi de 50% dos subsídios, dobrando os salários da futura Câmara que teve pouca renovação, o aumento de 2020 para 2021/2024 caiu e muito, e ficou na casa dos 11%, o menor dos últimos oito anos.

     JUCILANDE FOI CONTRA O AUMENTO.

Para entender melhor essa contabilidade, assistam as explicações do Presidente da Câmara, Marlon Sousa e também a justificativa do Vereador Jucilande.

Também foi votado o aumento para a Futura Prefeita Selma Souto, para os próximos quatro anos, e que ficou R$ 17.080,60 (dezessete mil, oitenta reais e sessenta centavos) e do vice-prefeito com a exata metade conforme a Lei. Marlon também explica o aumento dado ao executivo para o quatriênio 2021/2024.

Compartilhe via: