Web Analytics
27 de janeiro de 2021

REVISTA GERAL BAHIA

INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE

CORTANDO NO BOLSO – Prefeita Selma Souto abre mão de dois mil reais de aumento salarial aprovado pela Câmara.

No dia 30 de novembro de 2020, os Vereadores de Macarani aprovaram os aumentos determinados por Lei para o próprio Legislativo, e também definiram o valor do salário do Executivo para os próximos quatro anos. Na oportunidade, já eleita, a Prefeita Selma Souto ficou sabendo que o seu salário como Administradora do Município iria passar dos R$ 15.000,00 (quinze mil reais) para R$ 17.080,60 (dezessete mil, oitenta reais e sessenta centavos) e do vice-prefeito com a exata metade conforme a Lei.

Nesta terça-feira, 26, a Prefeita Selma Souto, considerando a crise econômica do Município agravada ainda mais pela Pandemia da Covid 19, decidiu cortar do próprio bolso para desonerar as finanças da gestão até que a pandemia seja considerada controlada pelo Governo Federal através do Ministério da Saúde. Para isso, foi assinado decreto determinando a redução salarial da Chefe do Executivo que volta a receber o valor de quinze mil reais.

O Decreto não determina sobre redução do salário de Vice-Prefeito e Secretários, mas acredita-se que também deverão ser reduzidos uma vez que eles precisam concordar, já que o aumento foi concedido por Lei Municipal aprovada pela Câmara de Vereadores, e só a Câmara poderia novamente em sessão autorizar a redução dos salários do vice-prefeito caso o mesmo não abra mão por vontade própria.

Já os Vereadores atuais, cuja maioria (seis), fizeram parte da legislatura passada, podem também reduzir os próprios salários, mas terão que se reunir no momento em sessão extraordinária, para votar proposta da Mesa Diretora da Câmara ou de outro vereador, caso seja apresentada. Ou então aguardar o fim do recesso, previsto para 15 de fevereiro quando serão iniciados os trabalhos do atual Legislativo Municipal.

A Prefeita Selma Souto, justificou sua atitude com as seguintes palavras: “Cidadãos (ãs) macaranienses, considerando o período de crise que o Brasil, a Bahia e Macarani se encontra em razão da Covid-19, considerando a consciência ética e moral para com todos, é  que eu estou abrindo mão do meu reajuste salarial  até o término do decreto do estado de emergência, estado esse decretado pelas autoridades competentes em razão da pandemia. Nesse momento, diversas famílias sofrem com o desemprego e diversas mazelas, me compadeço dessa angústia, entretanto, convicta de que lutarei dia após dia para fazer de Macarani uma cidade colo de mãe! Conto com a ajuda de todos vocês! Estamos confiantes em dias melhores! ” Selma Souto.

Compartilhe via: