Web Analytics
5 de fevereiro de 2021

REVISTA GERAL BAHIA

INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE

TÁ OSSO! Com dívidas que chegam a quase 700 mil reais, SAAE de Macarani está próximo de um colapso financeiro.

Sem nenhum investimento em melhorias nos equipamentos de captação e distribuição da água, que continua com um sistema antigo e muito defasado e com uma barragem de contenção e captação que mais parece uma peneira, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE de Macarani está em rota de colapso financeiro e a beira da falência.

Só com a Coelba a autarquia municipal tem uma dívida de R$ 293.936,30 (duzentos e noventa e três mil, novecentos e trinta e seis reais e trinta centavos). Com o INSS são dois débitos: um que representa um parcelamento com pagamento não concluído e outro de débito a parcelar que chega aos incríveis R$ 351.998,92(trezentos e cinquenta e um mil, novecentos e noventa e oito reais e noventa e dois centavos) mais um restante de parcelamento anterior com saldo devedor de R$ 58.893,43 (cinquenta e oito mil, oitocentos noventa e três reais e quarenta e três centavos).

Acham que acabou? Pois o débito fica pior e maior se levarmos em conta que só de IRRF (imposto retido na fonte), o débito é de R$ 41.731,46 (quarenta e um mil, setecentos e trinta e um reais e quarenta e seis centavos), que deveriam ser repassados a Prefeitura Municipal.

“Nesse momento, nossa maior preocupação é com a Coelba, que estamos tentando parcelar a dívida para evitar o corte no fornecimento de energia, o que seria um desastre, pois deixaria toda a cidade sem o abastecimento, mas a Coelba está fazendo jogo duro em relação a nossa proposta de parcelamento e esse colapso não está descartado.” Informou Joaneido dos Anjos (Nei) , Diretor Administrativo do SAAE ao RGBAHIA.

Só para esclarecer melhor: esse débito do IRRF é do SAAE para com a Prefeitura Municipal, gestora da autarquia e cuja responsabilidade é exatamente cuidar para que a empresa seja administrada com lisura e responsabilidade.

Compartilhe via: