Web Analytics
21 de junho de 2022

REVISTA GERAL BAHIA

INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE

RONDA REGIONAL – Marido mata esposa a machadadas e se suicida. Advogada é chamada de Macaca Negra em V. da Conquista.

EM CACULÉ – Marido mata esposa com golpes de machado, depois bebe veneno e morre

Um homem matou a esposa com golpes de machado na zona rural Caculé, cidade que fica no sudoeste da Bahia. Depois de cometer o crime, no domingo (19), ele ingeriu veneno e tirou a própria vida. De acordo com a Polícia Militar, o caso aconteceu em uma localidade conhecida como Fazenda Grama. A vítima foi identificada como Maria José Gomes Rocha. A idade dela não foi divulgada.

A polícia investiga o que motivou Nivaldo Santos Rocha a cometer o crime. Testemunhas afirmaram que ele não tinha problemas psicológicos aparentes. Os corpos foram encontrados por vizinhos, que chamaram polícia. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) esteve no local, para fazer a perícia.

FONTEItambé Agora

EM VITÓRIA DA CONQUISTAAdvogada foi chamada de macaca negra

Continua repercutindo e ganhando cada vez mais maiores proporções o caso de injúria racial sofrido pela advogada Yudene Martins da Silva, em Vitória da Conquista. Ela foi agredida verbalmente por uma vizinha do condomínio, após solicitar que a mesma retirasse o carro que estava estacionado na vaga dela.

Yudene Martins da Silva – Vítima de racismo

 

A agressora teria proferido diversas palavras preconceituosas como “égua negra”, “macaca negra”, “urubu preto” e “negra vagabunda”, a acusada ainda teria tentado agredir Yudene fisicamente. Toda a situação foi registrada por câmeras de segurança do condomínio.

Mesmo abalada e em choque com a situação, a advogada conseguiu acionar a Polícia Militar, que compareceu ao local, mas não localizou a agressora. Esse caso absurdo e inaceitável está sendo acompanhado pela Ordem dos Advogados de Vitória da Conquista, e é investigado pela Polícia Civil. Vítima e agressora devem ser ouvidas nos próximos dias.

É importante ressaltar que casos como esses precisam ser repudiados e combatidos por toda a sociedade. E é dever de toda a comunidade cobrar pela devida punição prevista em Lei para a mulher acusada de racismo.

FONTE – Blog do Rodrigo Ferraz

Compartilhe via: