Web Analytics
3 de agosto de 2022

REVISTA GERAL BAHIA

INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE

AZEDA – Polícia Federal deflagra Operação Laranja e cumpre mandados de prisão na região – Elemento encarou a CIPE Cacaueira e teve o CPF Cancelado – Traficante que vivia ostentando armas tombou em confronto com a PM. Leia a Ronda.

Operação da PF cumpre mandados contra pessoas usadas como ‘laranja’ no sudoeste da BA

Uma operação da Polícia Federal (PF), na manhã desta terça-feira (02), cumpriu dois mandados de busca e apreensão e outras seis medidas cautelares em Vitória da Conquista, contra suspeitos de serem usados propositadamente como “laranjas” e envolvimento em fraude em contas eletrônicas em instituições financeiras. A polícia não informou o nome dos suspeitos, nem quais medidas cautelares seriam aplicadas (implantação de tornozeleira, prestação de serviço à comunidade ou outra mais severa).

PF faz operação no DF e em 13 estados contra ‘laranjas’ que cedem contas bancárias para criminosos; desvios somam R$ 18 milhões. As ações fazem parte da operação “Não seja um laranja” e acontecem em 13 estados brasileiros, mais o Distrito Federal. Ao todo, 43 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos e o montante das fraudes bancárias ultrapassa R$ 18 milhões.

As investigações são resultado de uma força-tarefa que envolve também a Polícia Civil, as próprias instituições financeiras e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban). De acordo com a PF, foi detectado um aumento considerável da participação consciente de pessoas em esquemas criminosos desta natureza, que são usadas como “laranja” de maneira proposital e consciente. Elas “emprestam” as contas bancárias mediante pagamento e têm as contas usadas para receber transações fraudulentas, que possibilitam a ocorrência de fraudes.

Ainda conforme a polícia, emprestar contas bancárias para receber créditos fraudulentos é crime, além de provocar um dano considerável aos cidadãos. A prática é usada por organizações criminosas e dificulta a investigação dos delitos.

Em caso de comprovados crimes das pessoas envolvidas na operação, os suspeitos podem responder por associação criminosa, furto qualificado mediante fraude, uso de documento falso e falsidade ideológica, com penas que podem somar mais de 20 anos de reclusão.

Fonte – Itambé Agora

Itabuna o Cacau caiu: Bandido morre em confronto com a PM no Condomínio Itapoan

Na manhã desta terça-feira (02), mais um criminoso de alta periculosidade tombou em direto confronto com policiais militares da Cipe Cacaueira e do 15°BPM em Itabuna. Desta vez o caso aconteceu no Condomínio Itapoan, no bairro Jorge Amado.

Os policiais receberam denúncias de tráfico de drogas naquela localidade, e quando chegaram na área indicada, foram recebidos a tiros. Eles reagiram e um dos bandidos foi alvejado, e embora tenha sido socorrido, não resistiu aos ferimentos. Ele foi identificado como Ronaldo Silva Conceição, 28 ano, natural de Itabuna.

Agentes do Departamento de Polícia Técnica de Itabuna foram acionados e realizaram perícia e remoção do corpo. Uma arma de fogo foi apreendida e apresentada na sede da Corregedoria da Polícia Militar em Itabuna.

Fonte – Verdinho de Itabuna

CPF Cancelado também em Aurelino Leal – Traficante que ostentava armas na internet se deu mal em confronto com a PM.

Um homem identificado até o momento apenas pelo prenome de Léo morreu em confronto com policiais militares da 61ª CIPM na tarde desta terça-feira, 02. O homem era suspeito de tráfico, homicídios, assaltos e de liderar o tráfico de drogas em Poço Central, distrito de Aurelino Leal. Conforme informações da Polícia Militar, uma denúncia informou que alguns homens teriam saído de Poço Central com destino a Nova Palma com o objetivo de dominar o tráfico no distrito de Gongogi. Guarnições da PM saíram em diligência e encontraram um grupo de 04 suspeitos com armas em punho na estrada que liga Barra do Rocha ao distrito gongogiense.

Ao notar a presença dos policiais, os bandidos abriram fogo. Houve revide e os suspeitos empreenderam fuga por um matagal e posteriormente atravessaram um rio a nado. Um deles, no entanto, foi alvejado e socorrido ao Hospital César Monteiro Pirajá, em Ubatã, onde foi constatado o óbito. Com o criminoso, foi encontrado um revolver calibre 32. Ainda conforme a PM, o suspeito morto em confronto vinha aterrorizando, na companhia de comparsas o povoado de Poço Central, e costumava ostentar armas em redes sociais, promover ataques a rivais e disputava o controle do tráfico de drogas no distrito . (Ubatã Notícias).

Compartilhe via: