DESABAFANDO – Mãe desabafa sobre o atendimento no PSF do seu bairro em Macarani.

“NÃO SOU
UMA PÉSSIMA MÃE, VOCÊS QUE SÃO PÉSSIMOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE EM MACARANI.
O que dizer de um PSF
que não tem estrutura nenhuma para está ali Tudo quebrado e sujo vandalizado. Sem
contar os supostos Profissionais de Saúde que ali trabalham. Eu e meu filho enfrentamos essa dificuldade a mais ou
menos um ano e meio não me lembro com exatidão. Sem agentes de saúde, sem aviso
sem nada, Vacina, peso, pediatra entre outros não temos aviso
de nada,não sei se é um direito nosso , mas eles estão
trabalhando para isso
acho que no mínimo deveriam trabalhar. Agora dá
gritos na rua mandando recado acho que isso não é trabalhar eu posso ser a
única né mais eu faço parte de um globo onde está o PSF onde trabalham pessoas
altamente capacitadas (acho) para no mínimo dar um aviso. Posso levar meu filho sim, mas quando o trabalho for
bem feito, se não tem capacidade disso imagina dar assistência
a uma família.”
Esse desabafo foi publicado pela Senhora Laila Neves, moradora do Bairro Benito Gama, e que se sentiu
privada dos seus direitos quando o assunto é a assistência da saúde no seu
bairro. Procurada pela produção do RGBAHIA,
ela explicou os motivos do seu desabafo de mãe e relatou os problemas que tem
enfrentado para conseguir cuidar da saúde dos filhos.

“Não foi a primeira vez que eu desabafei
nas redes sociais, na verdade a reclamação é principalmente quanto ao trabalho
dos agentes comunitários. A agente do meu bairro, por exemplo, tirou licença
maternidade, não colocaram outra no lugar, o neném dela já está comendo pipoca
e até hoje não voltou. Só hoje me informaram que no meu setor não existe
agente, é um absurdo!”.

“O trabalho de visita aos lares para
avaliar a saúde dos pacientes, agendar a rotina da atenção básica e avisar
sobre vacinas não é feito, a gente vai passando na rua em frente ao PSF e é
preciso prestar atenção nos gritos que alguém dá lá da porta da unidade sobre
esse ou aquele serviço, é o cúmulo do atraso na saúde. Sem falar que até para
passar pela enfermeira é preciso marcar consulta, e vacinadora às vezes tem e
muitas vezes não tem. Como não reclamar de um péssimo serviço de saúde desses?”
Explicou
Laila Neves.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *