É DE DOER – Enquanto o lixo acumula nas ruas da cidade esse equipamento apodrece no curral da matança.

Equipamento
é particular, mas ficou a disposição da Prefeitura até junho de 2016.

Com
certeza as imagens são de cortar o coração, cerca de 14 contâiners tipo
caçambas estão abandonados e apodrecendo na área onde ficava o antigo curral da matança em Macarani. O
equipamento é particular, pertence ao empresário Ademir Almeida (Gazinho), e ficou a disposição da Prefeitura até junho de 2016 quando venceu o contrato firmado no início da gestão
do ex-prefeito Carlinhos e que
continuou por mais seis meses na gestão do mandato suplementar do ex-prefeito Armando Porto.
Na
última segunda-feira (04/04), o empresário Anderson
Ricardo,
questionou sobre a propriedade e o porquê do abandono do
equipamento. Como os Vereadores não souberam responder com exatidão, o RGBAHIA foi em
busca das respostas e deparamos com esse quadro
desolador.

Através
do empresário Ademir Almeida,
ficamos sabendo o seguinte: “Esse equipamento
é da nossa empresa e não são apenas os contâiners, também temos o caminhão
equipado e adaptado para transportá-los, e ficou locado para a Prefeitura
durante todo o mandato de Carlinhos através de contrato terceirizado com JKPP
Transportes de Playboy, o contrato vigorou até junho de 2016 com Armando Porto
que não renovou, então o deixamos na área do curral para que no futuro se
houvesse interesse a gente fechasse um novo contrato, mas até hoje não fomos
procurados pela Prefeitura para tentar alguma negociação”.
Informou Gazinho

O ex-secretário de
Obras Marcos (Marquinhos),
informou que o contrato expirou em cima da campanha
eleitoral de 2016 e que na época não poderia ser renovado por força da Legislação Eleitoral. 

“inclusive esse equipamento ficou na garagem da Prefeitura
porque havia uma expectativa de renovação do contrato em caso de reeleição de
Armando, mas como foi eleito Miller Ferraz, nós pedimos ao proprietário que o
retirasse da garagem a fim de evitar que usassem de má fé expondo em praça
pública como patrimônio da Prefeitura”.
Esclareceu Marquinhos.

É
claro que exposto a céu aberto, sujeito as intempéries da natureza o
equipamento há quase dois anos parado está bastante deteriorado, mas quando o Prefeito Miller Ferraz, assumiu
em janeiro de 2017 todos os contâiners estavam em condições de uso, mas o Prefeito desde o início preferiu sempre
pagar fortunas a JMRV, mas
não se interessou por dar uma oportunidade a uma empresa da cidade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *