E RESOLVE? Presidente do Sindicato Jailson Costa diz que Prefeito pretende cancelar contratos e acabar com os consignados.

“Essa semana eu conversei com o Prefeito sobre vários assuntos
referentes à situação e direitos dos servidores públicos de Macarani, e falei
sobre o problema dos que tem empréstimos consignados e estão sendo prejudicados
pelo não repasse das parcelas aos bancos. Ele disse que irá pagar o que está em
atraso e que irá cancelar os contratos, deixando que os próprios servidores
acertem diretamente com as instituições financeiras”.
O
texto acima, acreditem, é parte do pronunciamento feito pelo Presidente do Sindicato dos Servidores
Públicos Municipais de Macarani, Maiquinique, Itarantim e Potiraguá (SINDIMAQ),
Jaílson Costa
na última segunda-feira (18/06) na Câmara De Vereadores de Macarani.
E
mostra a falta de comprometimento do Prefeito
Miller Ferraz
, com os servidores públicos do município. O Prefeito que desconta dos
funcionários, mas não repassa aos bancos, as parcelas dos empréstimos
consignados deixando-os negativados e sem crédito junto às instituições, agora
quer simplesmente jogar a sujeira para debaixo do tapete simplesmente dizendo
aos bancos: “Não emprestem mais aos servidores porque a Prefeitura não mais será a
fiadora dos mesmos nos consignados, o convênio está cancelado”.
Porque na
prática é isso o que irá acontecer.

Ainda
na sessão ordinária como espectador e repórter que é, o nosso Editor do RGBAHIA Antonio
Araujo
, questionou em público o Presidente
Jaílson Costa
se ele como representante dos servidores considerava a
medida anunciada pelo Prefeito uma coisa legal e ele deu a seguinte resposta: “Sinceramente eu não sei lhe dar essa resposta. Como é um
convênio firmado, através de contrato com os bancos acredito que pode ser sim
cancelado o contrato, mas com toda sinceridade não sei responder com precisão.”
Só para lembrar: os empréstimos
consignados são feitos pelos bancos e instituições financeiras apenas para
pensionistas, aposentados e servidores públicos federais, estaduais e
municipais concursados exatamente porque o desconto é automático em folha.
Se
o Prefeito cancela os contratos, os bancos não irão emprestar mais dinheiro aos
servidores salvo através do MPO que precisa de fiador (avalista). E quem já está devendo?
Não
seria bem mais simples o Prefeito
cumprir com a sua obrigação, que é
repassar o dinheiro descontado do servidor para pagamento das parcelas aos
bancos?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *