ENTULHOS E ENTRAVES – Resíduos de construções não estão sendo recolhidos e estão deixando Macarani intransitável

Ainda não é com a pujança de tempos mais
recentes, mas aos poucos o mercado da construção civil volta a se aquecer em Macarani. Isso é o reflexo dos quase
cem empregos gerados pela Renata Mello
e pelo aumento de contratações da Barbara
Krá

s/Vila Rosa ainda no primeiro semestre.

Como o que se vê mais frequentemente são
reformas residenciais, os benefícios como sempre também trazem consequências
como o barulho e a geração de entulhos (inevitável). E é justamente o segundo
que está transtornando a vida da cidade, e não é culpa de quem promove a
reforma na sua casa, mas de quem tem a obrigação de recolher os resíduos
gerados, ou seja: a Prefeitura
Municipal.

A produção do RGBAHIA percorreu algumas ruas em bairros periféricos e do
centro da cidade, e não houve uma, em quê não encontramos um monte de entulho.
Conversando com proprietários das construções, eles informaram que existe
entulho com quase um mês sem recolhimento.

Junte-se a esse problema, o fato de que duas
ruas centrais da cidade Encruzilhada e Fernando Sá Miranda, estão fechadas pela
parada reforma, em compasso de
espera da Praça Clériston Andrade, e
você tem uma Macarani quase sem
tráfego de pessoas e de veículos, tendo pedestres e motoristas que dividir o
pouco espaço que sobra nas ruas atulhadas de entulho.

Depois tem gente que se zangou quando deram
ao Prefeito o apelido de Prefeito Tranca
Rua.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *