MAL COMEÇOU – Inversão de atribuições, equívocos e boataria colocam em cheque credibilidade da Renata Mello em Macarani na recepção dos currículos.

PRONTA PARA FUNCIONAR E JÁ RECEBENDO CURRÍCULOS
Desde
a última segunda-feira que o RGBAHIA, está apenas acompanhando a movimentação e monitorando
as informações acerca da primeira atividade realmente direcionada a contratação
de funcionários para trabalhar na RENATA
MELLO CALÇADOS
em Macarani. E tudo começou com o convite do Prefeito Miller Ferraz a
Imprensa que só fala bem da administração, para uma entrevista coletiva sobre a
empresa. Nós não fomos convidados, ou
porque não nos consideram imprensa, ou porque não estamos no rol dos que só
falam bem.
E
nesta terça-feira (20) iniciou-se o recebimento dos currículos que está sendo feito
pelo Senhor Roberto Silva,
funcionário contratado da Prefeitura
e que está disponibilizado para a Renata
Mello
como vigilante do galpão. E durante o dia, surgiu um comentário
infeliz  e irresponsável, nas redes sociais de que o rapaz estaria recebendo os currículos e
jogando fora, descartando os mesmo, especialmente de quem não votou no atual
Prefeito.

Em
contato com o responsável pelo recebimento dos currículos, Roberto Silva, esclareceu que: “o problema é que muita gente
entrega envelopes contento currículos duplicados da mesma pessoa, e o RH da
empresa nos orientou para que nesses casos a gente descarte o excesso e deixe
apenas um que é o essencial. Inclusive quando a pessoa aguarda um pouco, a
gente devolve ali mesmo e explica o ocorrido, é que muitas pessoas entregam os
documentos e já viram as costas e saem apressadas e então nós descartamos as
duplicatas.”

Segundo
Roberto:
nesta terça-feira foram recebidos mais de 1600 currículos e o recebimento
prossegue porque não existe uma data definida para parar de receber. Ele
informou ao RGBAHIA, que não
houve tumulto e nem filas porque  a
operação é rápida.

EQUÍVOCOS: E porque então estão ocorrendo problemas e
boatos numa operação tão simples? Nossa análise em apenas três pontos.
I – Porque o Prefeito
que tem como obrigação cuidar da administração da cidade tomou para sí (nem foi o Secretário De Desenvolvimento
Abraão)
a responsabilidade de ele mesmo anunciar atividades que são de
natureza exclusiva da empresa privada e sua própria assessoria ou funcionários.
II – Porque a empresa não
enviou um técnico do seu setor de RH
para receber os currículos, ao invés de deixar essa responsabilidade com um
funcionário da vigilância cedido pela Prefeitura. Vale salientar que ele não tem culpa, está alí cumprindo
funções e com muita educação, que lhe foram atribuídas por quem de direito, mas
seria muito mais fácil se fosse alguém do próprio RH da empresa.
III – Porque a Prefeitura que está dando todo o
apoio (parabéns por isso),
não investiu em um mínimo de logística e montou uma sala na sede do CRAS (Centro de Referência da Ação
Social),
cedida para a empresa que poderia colocar uma funcionária ou
funcionário, mas poderia ser da própria Prefeitura
 (sem problemas) para receber
esses currículos.
Foram apenas três
pontos muito simples
, em atitudes que talvez pela própria simplicidade de
mobilização tenham sido feitas de maneira equivocada, mas que minam a
credibilidade antes mesmo da abertura oficial da empresa.
Para concluir, na última segunda-feira
na sessão ordinária da Câmara,
os Vereadores ligados ao Prefeito,
confirmando o que ele já havia dito a sua Imprensa
convidada, ratificaram que os tão propalados seiscentos empregos foram reduzidos pela metade e em duas
etapas: cento e cinquenta na
primeira etapa e mais cento e
cinquenta
em uma etapa futura.

Não
é de hoje que o RGBAHIA vem
alertando aos macaranienses para não esperarem demais da Renata Mello, ela
virá, já está aí na verdade,
mas não será a tábua da salvação de Macarani,
será apenas um paliativo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *