QUE MARMOTA É ESSA? Depois de dar chá de espera em um grupo de comerciantes Prefeito pega dois e monta teatro.

Apenas
para esclarecer aos internautas, a frase interrogativa “que marmota é essa?” No nordeste do Brasil pode significar
uma pessoa mal vestida, esfarrapada. No
Sul e Sudeste do país significa alguém de papo furado ou tentando armar para
cima de outra pessoa ou grupo.
E
foi justamente isso (armação) que o Prefeito Miller Ferraz, e seu
grupo de produtores de teatro mambembe
tentaram fazer ontem após sequer dar as caras ao grupo de 11 (onze) empresários e moradores do Bairro Jardim Guarujá e adjacências, com os quais ele havia
agendado uma reunião para discutir a abertura das Ruas Encruzilhada e Dr. Fernando Sá Miranda.

Conforme
acompanhamento em tempo real pelo RGBAHIA, os
comerciantes que já haviam sido frustrados em duas datas anteriores marcadas
pelo Prefeito, chegaram a Prefeitura as 11h00 da manhã, ficaram até
as 12h30
aguentando de tudo, desde a falta de educação do Prefeito que sequer saiu para
cumprimentá-los, passando por deboche de secretários e recepcionistas que
questionaram a presença do empresário e morador Bartolomeu (Bartô), no grupo até a perda total de paciência quando
decidiram ir ao Fórum ter uma
reunião com a Juíza Dra. Giselle
Cunha Guimarães Ribeiro que prontamente os recebeu.

Do
grupo de 11 (onze), apenas dois dos
presentes Enivaldo da Ediane Móveis
(Dazinho) e José Luís do Mercadinho Adonay,
não acompanharam os demais
ao Fórum. Ora: todos sabem que  José Luís é ganhador de licitação para fornecimento de material
para a merenda escolar.
Mas, bastou o grupo maior
dar as costas, que o Prefeito abriu as cortinas e iniciou o teatro (ou a marmota), chamando os Vereadores da base, que deveriam estar
envergonhados após se prestarem a esse papel, os dois comerciantes, alguns
secretários da administração e apresentou um Senhor se dizendo engenheiro da empresa que ninguém sabe o nome e
se disse disposto a abrir as duas ruas até o dia 30 de agosto.

E acreditem: segundo o site
Macarani Notícias, (http://www.macaraninoticias.com.br/2018/08/prefeito-miller-ferraz-determinou.html), que foi o único a publicar matéria sobre a peça teatral, a
Prefeitura que até agora é quem está realizando a obra, vai bancar os “altos custos” da reabertura. Por
incrível que pareça, o site não traz o nome da empresa e nem do engenheiro que
a representou e que foi visitar a obra com o Prefeito e seu grupo de atores mal ensaiados.

Só que dois não
representam 11 (onze),
e por isso enquanto o Prefeito, e sua trupe faziam o teatro, nove dos 11 empresários estavam
naquele momento reunidos com a Juíza, Dra.
Giselle Guimarães
, que agendou para eles uma reunião com a presença da
representante do Ministério Público, Dra.
Neide Reimão Reis, Promotora de Justiça para o próximo dia 22 de agosto.

“É vergonhosa essa matéria. Me mostre onde estão os
comerciantes? Estávamos no fórum pois o mesmo não quis nos atender, onde vai
parar essa vergonha.”
Desabafou a empresária Jucilânia ao referir-se a matéria publicada pelo site Macarani Notícias.

Da
peça teatral do Prefeito não sabemos se haverá segundo ou terceiro ato, mas da
novela “Fim
Da Segregação”,
envolvendo os
verdadeiros representantes dos empresários e moradores, com certeza teremos
muitos capítulos para assistir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *