SAÚDE PARA TODOS? Em Macarani Pacientes estão abandonando a fisioterapia por falta de transporte.

Depois
do que aconteceu na ultima sexta-feira com os pacientes da hemodiálise que deixaram de ir a Itapetinga porque o carro que faz o transporte estava quebrado em
Itabuna, ocorrência que levou alguns deles a serem internados no Hospital São Pedro, um fato bem mais
antigo sobre o descaso da saúde em Macarani
volta a ser notícia aqui no RGBAHIA.

Desde
março que o Senhor Edivaldo Santos
(Valdo de Itabaí),
se faz presente toda segunda-feira na Câmara De Vereadores, e não é apenas
para assistir a sessão ordinária, é também na esperança de que os mesmos possam
dar uma solução para o seu problema e para os demais pacientes que precisam da fisioterapia na saúde pública.
Valdo
se mudou de Itabaí para Macarani no
final de fevereiro, ele havia sido vitima de um acidente vascular cerebral (AVC), que o deixou com sequelas,
entre elas a dependência de uma muleta para sustentação da perna direita. Ele
veio justamente em busca da fisioterapia que na época não existia em Itabaí (agora tem uma vez por semana).
Mas
chegando a Macarani o sofrimento de Valdo
só aumentou, aos 42 anos com as sequelas
do AVC e morando na Rua Pixinguinha, Valdo pensava que teria o transporte para ir três vezes por semana
ao Posto Betinho Pedral no Guarujá
para fazer o tratamento recomendado.
“Vim em busca de saúde, mas ficou pior,
porque de muleta, tropeçando e caindo tenho que subir uma ladeira enorme todo
dia para chegar a fisioterapia cansado, suado e pior do que eu estava, assim
fica difícil. Desde março que eu, e os demais pacientes, que já estavam antes
ficamos esperando o transporte, é um absurdo a situação, eu já desisti e muita
gente também já não está indo mais”.
Segundo
filho de um outro paciente da fisioterapia: “desde
novembro que o carro parou e meu pai também não fez mais o tratamento e já está
com o estado de saúde bastante debilitado pela ausência dos exercícios.”
No
mês de março alguns Vereadores como
Jucilande, Gláuber e Marlom
questionaram a ausência do carro, e o Vereador André Ferraz, na época disse
que o problema seria solucionado ainda naquela semana, mas quase dois meses se
passaram e nada de carro para os pacientes.
Na
última segunda-feira (21), o Vereador
Janilton Alves,
voltou a cobrar, mas desta vez nenhum outro comentário foi
ouvido sobe o assunto. No vídeo que deixamos a disposição no nosso canal no
YouTube, Valdo deixa seu apelo pedindo providências.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *