VÍDEO: O CHACAL ATACA – Adailson Meneses faz denúncias ao Ministério Público Federal sobre irregularidades em Macarani.

ELE PRETENDE ENTRAR COM AÇÃO PARA REDUZIR SALÁRIOS DOS VEREADORES E DENUNCIAR PREFEITO POR NEPOTISMO.

Em
20 de junho de 2017, o cidadão Adailson
da Silva Meneses
, o Policial
Militar
aposentado conhecido como Chacal,
pediu a palavra na chamada Tribuna Livre
da sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Macarani.
Naquela
oportunidade Chacal fez várias denúncias sobre desvio de uma patrulha agrícola (trator e implementos) que
foram doados a uma Associação
Comunitária de Itabaí
e que não estava em poder da instituição.

Ele
também denunciou o péssimo estado de conservação dos veículos que serviam ao
transporte dos alunos da zona rural de Macarani,
e pediu para que os Vereadores
investigassem o grande número de parentes
do Prefeito
empregados na administração pública. Não foram denúncias vazias: Chacal entregou ao Presidente
Edmílson Lima
, um envelope contendo documentos nos quais se baseavam
suas acusações e pediu aos Vereadores que
investigassem os fatos.

DENÚNCIA NO MPFE
Dez meses se passaram: a Câmara nunca deu resposta as denúncias
do cidadão Adailson Meneses,
mas, ele já tinha tomado outras providências: Chacal pegou todos os documentos e enviou ao Ministério Público Federal (MPFE),
que lhe respondeu dizendo que, as denúncias seriam reenviadas ao Ministério Público Estadual (MPE)
para que daí partissem as ações iniciais cabíveis.

RESPOSTA DO MP FEDERAL
No
último dia 16 de abril, Adailson Chacal
protocolou na secretaria da Câmara De
Vereadores
uma requisição de informação sobre quanto ganha um Vereador
em Macarani, mas até hoje não obteve resposta. Mesmo assim, de posse de um
documento do TCM (Tribunal de Contas
dos Municípios),
de maio de 2017, Adailson
Chacal
, conseguiu averiguar que o salário de um Vereador macaraniense
era na época de R$ 6.800.00 (seis mil
e oitocentos reais)
com mais mil de vantagens perfazendo R$ 7.800,00 (sete mil e oitocentos
reais).

COMPROVANTE DE SALÁRIOS DOS VEREADORES

 Munido
desses documentos, Chacal
decidiu ir às ruas e pretende recolher assinaturas suficientes para dar entrada
numa ação popular junto ao Ministério Público Estadual
pedindo pela redução dos salários dos Vereadores
de Macarani
, e para isso ele precisa apenas de 500 (quinhentas) assinaturas.

Sobre a administração
municipal
,
chacal já fez várias
denúncias ao MPE, mas em
breve munido de documentos ele pretende denunciar oficialmente a prática de
nepotismo (emprego de parentes), “que está sendo
feita disfarçadamente, mas de maneira escancarada pelo atual Prefeito”.
Volte
para o início da matéria e assista ao vídeo de Chacal que falou exclusivamente ao Editor do RGBAHIA, Antonio Araújo, sobre suas
denúncias.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *